Texto: Sara Monteiro

“O príncipe era tímido e calado. Tão tímido que nunca ninguém lhe tinha visto sequer o rosto. Tinha horror a dar ordens e a exercer o seu poder. No entanto, era o príncipe, só ele podia governar. E sonhava com um reino muito diferente, mais justo, onde toda a gente fosse feliz. Que poderia ele fazer para realizar o seu sonho sem deixar de ser quem era?”